Área Reservada

São Tomé e Príncipe

Ao longo dos últimos anos, São Tomé e Príncipe tem enfrentado dificuldades, sobretudo a nível económico. O país beneficiou, em 2000, da ajuda do programa "Highly Indebted Poor Countries" para o alívio da dívida. Passados onze anos, São Tomé e Príncipe completou o programa "Thres Hold Country", um financiamento com vista a melhorar as áreas de política pública que constituiam entraves ao crescimento económico.

 

O país tem apresentado uma melhoria significativa na área do desenvolvimento humano. Atualmente, São Tomé e Príncipe encontra-se em 144º lugar entre 186 países, no Índice de Desenvolvimento Humano do PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, acima da média dos países da África Subsariana e com indicadores em consistente melhoria.

 

Apesar destes notáveis resultados, o país é considerado um Estado Frágil, uma classificação atribuída de acordo com os padrões de um Banco Multilateral de Desenvolvimento, baseada sobretudo na fragilidade do sistema económico, na insularidade do país e na sua vulnerabilidade a choques imprevisíveis, como a escassez alimentar e as mudanças climáticas. Com um progresso limitado na redução da pobreza, o desemprego continua elevado, principalmente entre as mulheres e a população jovem. A subnutrição e a mortalidade infantis continuam a níveis preocupantes.

 

Os seus desafios resumem-se, sobretudo, à sua localização isolada, ao seu limitado mercado interno, a uma economia pouco diversificada, à degradação ambiental e às mudanças climáticas, como também às frequentes alterações no governo e ao aumento do fluxo de investimento estrangeiro direto no setor petrolífero. Ainda assim, São Tomé e Príncipe é também um país que reúne uma série de oportunidades de desenvolvimento. Estas ilhas dispõem de consideráveis condições para diversificar a sua economia através do turismo, da pesca, da agricultura, da hidro-energia, bem como da produção de petróleo no estrito respeito da sua riquíssima biodiversidade. Ainda com muito a fazer, o acesso à educação e à saúde melhoraram acentuadamente oferecendo ao país a oportunidade de a passos firmes conseguir um desenvolvimento sustentável e reduzir a pobreza.

 

Fontes: The World Bank; Human Development Report - UNDP; The World Factbook

  

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Janeiro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2