Área Reservada

Cyberjornal

Quinta, 06 Agosto 2009 17:14
Na sequência do impacto dos três furacões (Gustav, Ike e Paloma) que devastaram Cuba durante o ano de 2008, a Oikos interveio no âmbito da acção humanitária para apoiar as populações afectadas das províncias de Holguin, Bahía de Honde e Gibara.

 

Segundo as autoridades cubanas, estes tornaram-se nos mais devastadores fenómenos meteorológicos na história de Cuba, causando enormes danos à população, bem como de uma maneira generalizada às infra-estruturas públicas e produtivas.

 

Cerca de 455.000 casas foram danificadas, com danos parciais ou totais nos telhados, sendo que 64.544 foram totalmente destruídas.

 

A acção da oikos, financiada pelo departamento de Ajuda Humanitária da Comissão Europeia (ECHO), teve como objectivo restaurar o acesso a condições de habitação básica e a estruturas de saúde, bem como reactivar a produção agrícola das famílias afectadas.

 

Nesta acção humanitária foam desenvolvidas as seguintes actividades:

Reabilitação de 1050 estruturas de habitação; Reforço das capacidades locais de gestão de risco; Melhoria das condições de higiene de 800 famílias; Reabilitação de 25 unidades de saúde de acordo com os padrões internacionais de emergência; Activação de 80 hectares para produção agrícola de vegetais e várias sementes de ciclo curto.

 

No total foram beneficiadas cerca de 32.300 pessoas, correspondendo a 10.372 famílias.

  

A Oikos no Mundo

Trabalhamos com comunidades de regiões e países mais pobres, promovendo a saúde pública, alimentação, água, saneamento e educação.

Onde estamos...
Onde estivemos...
 

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Janeiro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31 1 2