Área Reservada

Chalane em Moçambique: a tempestade que poupou a Beira mas deixou marcas

Terça, 05 Janeiro 2021 16:35
A tempestade tropical Chalane, que atingiu Moçambique no passado dia 30 de dezembro com chuvas e ventos fortes, teve um impacto menor que o inicialmente antecipado. Contudo, segundo os dados mais recentes, há pelo menos 46.376 pessoas afetadas; tendo sido danificadas 25.365 casas, 87 escolas e 21 unidades de saúde.

Entre os mais afetados estão locais de reassentamento de pessoas deslocadas pelo Ciclone Idai (2019), que já se encontravam em situação mais vulnerável e sem habitação. Centenas de tendas e abrigos temporários foram destruídos e, pelo menos, 4.938 famílias precisam de auxílio.

 

As ações em curso, lideradas pelo INGC - Instituto Nacional de Gestão de Calamidades - concentram-se, atualmente, na assistência aos afetados, levantamento de prejuízos e necessidades por equipas multissectoriais no terreno, montagem de tendas e distribuição de lonas.

 

Ainda estão a ser apurados os danos totais, mas a avaliação rápida não revelou qualquer caso de crianças separadas no processo de evacuação das áreas de risco; também não há relatos ou evidências de idosos ou pessoas com deficiência que tenham ficado para trás e sem cuidados.

 

Dondo e Nhamatanda, os mesmos que sofreram impactos graves com a passagem do Idai, são dois dos distritos mais afetados. Nesta zona crítica, a Oikos está atualmente a apoiar as comunidades com a distribuição de sementes de milho, feijão, sésamo, amendoim, hortícolas e fruteiras. A ONG portuguesa permanecerá nestes distritos até, pelo menos, 2022. O trabalho da Oikos nesta região centra-se na recuperação do sector agrícola, capacitação em técnicas de produção agrícola e gestão de pequenos negócios comunitários; sendo o fortalecimento de comités locais de gestão de riscos de calamidades outra importante ação do projeto que conta com financiamento do governo português - através do Camões, I.P.. Neste trabalho continuado, a Oikos tem como como parceiros a Caritas Portuguesa, a Caritas Moçambicana, a ONG ADPM – Associação de Defesa do Património de Mértola e a Associação moçambicana Luarte.

  

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Abril 2021
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 31 1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 1