Área Reservada
Notícias

Estão a ser entregues entre hoje e amanhã 2,6 toneladas de alimentos a Famílias de Acolhimento a deslocados em Cabo Delgado. A ajuda chega através da Oikos com apoio financeiro vindo de Portugal, incluindo de pessoas particulares, entidades públicas e privadas, além do governo português através do Camões, I.P. Os cabazes de alimentos contêm bens essenciais como farinha, arroz, feijão, açúcar e óleo alimentar.

 

Ao mesmo tempo que milhares de pessoas fogem da violência, mais de 950 mil pessoas passam fome severa*. A província de Cabo Delgado tem as taxas mais altas de desnutrição crónica em Moçambique, com mais de metade das crianças desnutridas e agora milhares de pessoas estão em situação de insegurança alimentar ainda mais profunda.

 

As Famílias de Acolhimento são também elas muito pobres e estão a receber pessoas deslocadas no seu lar de forma solidária, chegando a atingir mais do dobro do agregado.

⠀⠀⠀

Nestas casas falta tanto ou mais do que num Centro de Acolhimento Temporário, mas não falta o sentimento de inclusão e conforto que só uma família sabe dar. Evitam-se também maiores concentrações nos Centros Temporários e proporcionam melhores condições de vida e reinserção das pessoas deslocadas.

 

Porque cerca de metade dos deslocados são crianças, a Oikos vai também distribuir 560 itens escolares, que ajudarão as famílias que estão a acolher crianças órfãs possam ter materiais como lápis, cadernos, livros, canetas e afias.

 

A ação da Oikos contempla também a distribuição de bens de primeira necessidade ao nível da higiene, abrigo e proteção atingindo 15.750 pessoas nos próximos 3 meses.

 

*Dados World Food Program (WFP) da ONU

 

WhatsApp Image 2021-05-21 at 09.29.53 1  WhatsApp Image 2021-05-21 at 13.22.36 

WhatsApp Image 2021-05-21 at 13.27.47  WhatsApp Image 2021-05-21 at 13.29.10

WhatsApp Image 2021-05-21 at 13.31.37

 

WhatsApp Image 2021-05-21 at 11.54.02

 

Preparação kits alimentares 8

Segundo dados oficiais, a insegurança alimentar é uma realidade que atinge diretamente 20% da população salvadorenha e 65% dela está em risco - realidade agravada pela pandemia COVID19.

Por isso a Oikos, em parceria com a Unidad Ecológica Salvadoreña (UNES) e apoio financeiro da União Europeia, está a iniciar um novo trabalho a 3 anos na área da segurança alimentar que vai abranger 45 comunidades vulneráveis e ainda Grupos Juvenis, Associações de Produtores, incluindo de mulheres agricultoras, além de mesas de Advocacy formadas por mais de 100 organizações da sociedade civil.

A Oikos lança hoje o concurso "Mostra ODS" para elaboração de filmes curtos sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que vai premiar escolas e estudantes desde o ensino básico ao secundário.

Realizou-se a 3ª Assembleia Geral de Cogestão das Pescas em São Tomé no dia 16 de Abril contando com a participação de representantes de 22 comunidades piscatórias da Ilha de São Tomé.

É lançada hoje em Portugal a campanha #por_mocambique, que tem como embaixadores duas figuras públicas muito queridas em Portugal, Catarina Furtado e Mia Couto, que representam a união entre os dois povos unidos por uma causa.

  

Bannerlateral homeoikos

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Junho 2021
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3