Área Reservada

Redução do risco de desastres em Moçambique: sistemas de alerta de cheias, seca e ciclones

Sexta, 31 Agosto 2012 11:21

Reforçar a resiliência das comunidades e a capacidade de preparação e resposta face a desastres naturais extremos, minimizando assim os impactos causados, tanto a nível humano, como a nível económico, é o que pretende este novo projeto da Oikos em Moçambique.

Com duração de 36 meses, o projeto será implementado em 6 comunidades de dois Distritos da Província de Nampula: Mossuril e Ilha de Moçambique. Historicamente, estes dois Distritos têm estado submetidos a situações de emergência, nomeadamente ciclones e inundações. Estas condições de perigosidade exigem uma população informada, atenta e capacitada para gerir o risco destes desastres, diminuindo os prejuízos causados pelos mesmos. É no sentido de responder a estas questões que surge a necessidade deste projeto.

 

Para isto, a Oikos, em conjunto com mais dois parceiros locais, irá replicar experiências de projetos anteriores em novas localidades, com o objetivo de criar "comunidades-modelo" em termos da gestão do risco de desastres naturais, e a resposta aos mesmos. Com este fim, será implementada a Rede de Sistema de Alerta Precoce (SAP), em 6 novas comunidades, que lhes possibilita prever com mais antecedência, e se preparar para a ocorrência de eventos extremos.

 

Para a gestão desta Rede, aposta-se na capacitação das comunidades e autoridades locais, com a criação de 6 novos Comités Locais de Gestão de Risco (CLGR), que conta com a participação de diferentes atores sociais.

 

Constata-se também que a população desta zona tem na pesca sua principal fonte de alimento, em complemento com o cultivo de algumas outras culturas agrícolas. Desta forma, as culturas locais expostas a ventos fortes durante a estação dos ciclones, por exemplo, traduz-se num risco elevado de perdas de reservas de alimentos. De modo a minimizar isto, serão também desenvolvidas iniciativas para a capacitação destas famílias rurais vulneráveis, que possam assegurar a sua capacidade produtiva e o acesso aos recursos alimentares.

 

A Oikos tem estado a trabalhar nesta Província nos últimos anos através de dois projetos financiados pela Comissão Européia. Através destes projetos, desenvolveu um esforço considerável para apoiar o estabelecimento de um SAP, formação de todos os atores envolvidos neste sistema, incluindo a criação dos CLGR. Introduziu também o conceito de preparação perante riscos através de atividades de sensibilização, proteção de casas, fontes de água, etc. Em parceria com a FAO, implementou ainda atividades de adaptação da agricultura junto de comunidades locais.

 

No total, com este novo projeto, serão beneficiadas 30.842 pessoas.

Consulte o Projecto:

  

ModeloAnuncio EmergenciaMZ19_meiapg

A Oikos no Mundo

Trabalhamos com comunidades de regiões e países mais pobres, promovendo a saúde pública, alimentação, água, saneamento e educação.

Onde estamos...
Onde estivemos...
 

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Julho 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3