Área Reservada
 
Mocambique 3B27

Projeto em Moçambique

 

 

Nº de Beneficiários: 1.273 pessoas

Data de início: Jul.2010

Data de fim: Set.2011

   

Prevenção de catástrofes naturais através de soluções de base comunitárias na área costeira em Mossuril e Mogincual, Ilha de Moçambique - Dipecho II (2010-2011)

Com início em Julho de 2010, este projecto desenvolvido na Ilha de Moçambique pretende melhorar a capacidade de resposta a desastres naturais das comunidades da área costeira de Nampula, através da protecção de reservas de alimentos, fontes de água e habitações.

 

Infelizmente observa-se uma crescente ocorrência de catástrofes naturais, também fruto das alterações climáticas. Assim, a Prevenção e Preparação de Catástrofes é uma das áreas na qual a Oikos tem aumentado o desenvolvimento das suas actividades nos últimos anos, por forma a auxiliar as comunidades a desenvolverem estratégias que minimizem os impactos sofridos quando ocorrem situações de emergência.

 

Aquando a passagem do ciclone "Jowke" pela Ilha de Moçambique em 2008, destruindo as habitações e colheitas, bem como os barcos de famílias que dependem total ou parcialmente da pesca como fonte de alimento e rendimento, a Oikos implementou projectos de Emergência que ajudaram a restabelecer o impacto sofrido em centenas de famílias.

Esta iniciativa vem dar seguimento a acções anteriores já realizadas. O principal objectivo é melhorar a capacidade de preparação e resposta das comunidades através da protecção de reservas de alimentos, fontes de água e habitações.

 

Além disso, pretende-se desenvolver um sistema terrestre e marítimo de alerta precoce, a nível distrital e inter-distrital, articulado a nível provincial entre Ilha de Moçambique, Mossuril e Mogincual.

 

A Oikos visa também minimizar a dependência destas comunidades face aos recursos externos e, ao mesmo tempo, melhorar as competências para as comunidades se articularem a nível municipal e distrital aumentando não só a sua capacidade de prevenção como também de resposta aos desastres naturais que aqui ocorrem.

 

Este projecto irá beneficiar 1.273 pessoas, que servirão como multiplicadores de estratégias de preparação e gestão de risco nas suas comunidades, e que acabarão por beneficiar indirectamente 39.200 pessoas.

Com co-financiamento da Comissão Europeia (ECHO), é realizado em parceria com as organizações locais INGC - Instituto Nacional Gestão de Calamidades, Nampula; e Associação Luarte - Arte, Cidadania e Transformação Social.

 

Principais actividades deste projecto:

» Construção de silos de grãos familiares resistentes a ciclones, utilizando materiais locais, artesanais e conhecimento local.

» Protecção de fontes de água nas comunidades.

» Reforço das infra-estruturas de habitação utilizando melhorias de baixo custo.

» Distribuição massiva de informação sobre esta temática através de espectáculos de entretenimento nas comunidades.

» Formação de estudantes para espectáculos de entretenimento e para que desempenhem um papel relevante na mobilização e organização comunitária.

» Avaliação e elaboração de um Sistema de Alerta Precoce adequado.

  

  

ModeloAnuncio EmergenciaMZ19_meiapg

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Maio 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1