Área Reservada
 
ElSalvador 5C09

Projecto em El Salvador

 

 

Nº de Beneficiários: 47.784 pessoas

Data de Início: Mar.2010

Data de fim: Fev.2013

   

Desenvolvimento rural sustentável na Baía de Jiquilisco (2010-2013)

Desenvolver meios de vida com base no desenvolvimento sustentável

Sendo a pastorícia e a agricultura, juntamente com a pesca, as principais fontes de rendimento da população da Baía de Jiquilisco, este projecto pretende melhorar a qualidade de vida das populações em condição de vulnerabilidade e pobreza, através da criação de fontes alternativas de rendimento, com base em uma proposta de desenvolvimento rural sustentável.

 

Pretende-se criar um novo modelo de desenvolvimento regional que promove a implementação de novas formas de produção através do reforço das capacidades socioeconómicas da população local, para melhoraria da Segurança Alimentar e Nutricional.

Para isto, as acções estão divididas em três âmbitos:
1) formulação de estratégia e criação de instrumentos adequados para o desenvolvimento territorial da região;
2) exploração dos recursos naturais da zona, tendo em conta o respeito pelo meio ambiente; e
3) consciencialização, educação e participação da população nos processos de desenvolvimento local.

 

A Baía de Jiquilisco, no departamento de Usulután, é uma das zonas mais importantes de El Salvador devido ao seu potencial ecológico e económico, e por ser o maior bosque com salinas do país, tendo ainda uma influência hidrológica importante no contexto de regulação e estabilidade do clima regional.

 

Ao mesmo tempo, este departamento é o quinto mais pobre do país, onde 42.5% da população vive em situação de pobreza extrema, em parte causada pela incapacidade e/ou falta de acesso aos recursos para satisfazer suas necessidades básicas, e em parte pelas condições climáticas adversas, como tempestades tropicais, furacões, inundações fluviais, entre outros.

 

Além disso, o aumento do terreno utilizado para agricultura e o forte crescimento populacional tem provocado a degradação e a desflorestação da zona de floresta da região, afectando enormemente a formação dos Manguezais. Nota-se ainda altos índices de taxa de desemprego e de insegurança alimentar, com um crescente movimento de migração das populações para a cidade.

 

Tendo como base o desenvolvimento sustentável, as acções desenvolvidas neste projecto pretendem que, em conjunto com a população local, sejam encontradas alternativas de produção, que resultem na comercialização e diversificação agrícola, de modo que a população tenha possibilidades locais de actividades económicas alternativas. Para isto, será desenhada uma estratégia de comercialização local.

 

Um outro problema significativo é o facto de a maioria dos casarios rurais terem um saneamento (latrinas) deficiente, gerando a contaminação da água e ambiente. Para a mudança desta realidade, serão implementadas diversas iniciativas que visam maior saneamento ambiental.

 

Por fim, pretende-se que a elaboração de uma proposta de desenvolvimento rural sustentável para o ecossistema de manguezais seja realizada em parceria, e através de acordos, com as câmaras municipais, de modo que se estabeleçam procedimentos e políticas públicas neste sentido.

 

O projecto pretende beneficiar 47.784 pessoas do Departamento de Usulután, Município de Jiquilisco. Com co-financiamento da Comissão Europeia, é desenvolvido em parceria com a ONG local Funsalprodese - Fundación Salvadoreña para la Promoción Social y el Desarrollo Económico (líder de consórcio).

 

Algumas das principais actividades desenvolvidas:

» Criação de um laboratório de campo para o manuseio de larvas de camarão (com a utilização de energias renováveis);
» Modernização das cooperativas de camarão existentes (com a utilização de energias renováveis);
» Estabelecimento de uma fábrica agro-industrial de pequeno porte (formação técnica em agricultura orgânica, insumos agrícolas para a produção biológica, embalagem e selagem);
» Desenho de um modelo piloto de diagnóstico de comercialização de produtos locais;
» Acções de reflorestamento com a formação e participação de jovens;
» Campanhas de educação ambiental;
» Elaboração de instrumentos legais para a preservação ambiental (criação de políticas públicas);
» Criação de estratégias para envolver diferentes actores sociais nas actividades de desenvolvimento local.

Financiadores

  

ModeloAnuncio EmergenciaMZ19_meiapg

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Julho 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3