Área Reservada

Projectos Vida Sustentável

O projecto visou uma população de pequenos proprietários rurais que retiram das actividades agro-pecuárias a totalidade dos seus rendimentos. Por isso, procurou-se melhorar o rendimento familiar mediante actividades alternativas nas áreas pecuária e agrícola Realizaram-se programas de formação técnica nos domínios da agricultura, da pecuária e de actividades complementares que contribuem para assegurar um melhor nível de vida. Por último, incentivou o desenvolvimento rural e a organização comunitária, através do apoio na gestão de projectos.

 

Data de Início: Jan.1993

Data de Fim: Dez.1994

O projecto visava melhorar as condições de vida da comunidade beneficiária mediante a inovação do sistema de produção no semiárido do estado da Baía, município de Retirolândia, fazenda Buenos Aires. Graças ao aumento da produção, também se melhorou a qualidade da alimentação das crianças com a entrega de parte dos géneros às escolas do município, o que constituiu um apoio à luta contra o trabalho infantil, estimulando a presença das crianças nas escolas. As capacidades de gestão reveladas pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Retirolândia nas condições específicas do território garantiram que no final desta miniacção fossem criadas as condições para o desenvolvimento das actividades previstas e para que o processo se reproduzisse autonomamente.

 

Beneficiários: 240 crianças

Data de Início: Out.1996

Data de Fim: Out.1997

O projecto quis responder à necessidade de criação de emprego na área urbana da Feira de Santana, estado da Baía, Brasil. O projecto pretendeu desenvolver actividades de apoio a pequenos empreendimentos, como resposta concreta à necessidade de sobrevivência da população que consegue, por conta própria, criar as mais variadas formas de ocupação e emprego na área urbana da Feira de Santana. Para isso, fortaleceram-se as actividades produtivas através do acesso a pequenos créditos, com prioridade para as mulheres empreendedoras, e mediante a capacitação política (os direitos das mulheres) e de gestão técnica e administrativa de pequenas actividades económicas.

 

Data de Início: Out.1996

Data de Fim: Out.1997

O projecto pretendeu contribuir para o fortalecimento do movimento comunitário na periferia urbana da Feira de Santana, criando redes de solidariedade para a defesa e a integração de crianças e adolescentes, tendo como objectivo a sua plena integração social. No específico, o projecto dirigiu-se em primeiro lugar às crianças abandonadas pelos seus pais naturais, facilitando as práticas de adopção. Em segundo lugar, realizaram-se actividades artístico-culturais em conjunto com acções de educação sanitária e de produção de legumes e outras verduras destinadas ao consumo caseiro (para melhorar a qualidade da alimentação) e à comercialização.

 

Data de Início: Set.1996

Data de Fim: Set.1997

O projecto desenvolveu-se num período de grandes transformações, em que o papel desempenhado pelos movimentos sociais é de grande importância. O objectivo mais estratégico enquanto centro de formação de âmbito nacional é a formação de multiplicadores que possam contribuir para a educação de lideranças populares, atendendo às especificidades regionais e às diferentes formas de organização dos movimentos, capacitando-as para elaborarem propostas e participarem em espaços públicos de gestão democrática. As actividades realizadas desenvolveram-se através de um curso de formação de educadores populares dirigido a pessoas vinculadas a movimentos, ONG, prefeituras e universidades.

 

Data de Início: Mar.1994

Data de Fim: Fev.1995

O Projecto de Desenvolvimento Rural Integrado e de Políticas Públicas visou contribuir par a elevação do nível sócio-económico de famílias rurais e urbanas através da realização de programas que se desenvolveram de forma integrada nas áreas económica, da educação e no campo dos movimentos sociais e de participação na elaboração de políticas públicas. As actividades foram estruturadas segundo quatro programas a saber: Programa económico agrícola e de projectos produtivos, Programa de educação rural, Programa movimentos sociais e Programa de género.

 

Beneficiários: 315 famílias no Programa Económico; 47 professores e quase dois mil alunos no Programa de Educação Rural; 1.000 pessoas no Programa de Movimentos Sociais; 734 mulheres no Programa de Género

Data de Início: Jan.1994

Data de Fim: Dez.1997

O programa visa contribuir para o reforço da capacidade produtiva e institucional das organizações locais (instituições parceiras locais e comunidades beneficiárias), com objectivo de criar mecanismos para a consolidação da sua auto-suficiência alimentar, maior participação nos processos de tomada de decisões em relação aos problemas que mais os afectam, e um maior conhecimento sobre as problemáticas da VIH-SIDA, acesso à terra, Cidadania, etc. Uma das estratégias para a criação de condições de segurança alimentar é o recurso ao microcrédito, com os objectivos de: 1) Aumentar e diversificar o rendimento das famílias beneficiarias do projecto, apoiando pequenas iniciativas de geração de rendimento, de modo a recuperar e fortalecer o tecido económico nas áreas do projecto. 2) Criar empregos sustentáveis. O programa apoia ainda iniciativas de geração de rendimento a nível familiar, orientadas para a constituição de pequenas micro-empresas.

 

Beneficiários: 23.690 pessoas

Data de Início: Set.2001

Data de Fim: Jun.2005

O Distrito de Magude enfrenta os seguintes problemas graves: insegurança alimentar, fl uxo migratório de homens que se deslocam para a África do Sul, com o objectivo de trabalhar nas minas ou nas fazendas, baixos rendimentos familiares, falta de água potável, mais de 50% das crianças em idade escolar não frequentam a escola, questões de saneamento que originam elevados índices de doenças como a diarreia, malária e ainda uma elevada taxa de sub-nutrição. Este projecto, na sequência de dois projectos anteriores, visa reduzir a pobreza e a vulnerabilidade em Motaze. Para isto, as acções empreendidas procurarm reduzir a vulnerabilidade de 2.500 famílias em relação à seca; aumentar a capacidade produtiva das 2.500 famílias e sua renda familiar; e reduzir a vulnerabilidade das 2.500 famílias ao HIV/SIDA e mitigar o impacto do mesmo.

 

Beneficiários: 10.000 pessoas (2.500 famílias)

Data de Início: Abr.2004

Data de Fim: Jun.2007

O Centro de Recursos teve por objectivo principal complementar o trabalho da Escola de Artes e Ofícios e fazer a formação profissional de técnicos e artesãos. Por isso, ocupou-se da formação de técnicos de construção civil cerca de trezentos (300), entre os quais carpinteiros, pedreiros, canalizadores e pintores, ocupou-se também da formação de carpinteiros navais e técnicos de redes de pesca, e ainda da formação de ourives e técnicos de conchas. A partir deste programa nasceram algumas cooperativas e núcleos de produção familiar que organizaram o seu próprio negócio. No Centro de Recursos tiveram lugar outros tipos de formação, como a formação em gestão para comerciantes e a formação autárquica para vereadores e membros da Assembleia local e ainda a formação de animadores para a fase pré escolar, bem como a promoção de sessões de trabalho sobre temas previamente seleccionados para professores em exercício do EP1. Funciona também no Centro de Recursos um novo sector de aconselhamento para o combate ao HIV/SIDA para jovens.

 

Data de início: 1990

Data de Fim: 2000

O Centro atende prioritariamente a população da favela onde está situado, no Rio Bonito. Trata-se de uma população muito carenciada dos serviços básicos: trabalho, habitação, saúde, formação (a maioria são analfabetos ou semianalfabetos). Crianças abandonadas, mães solteiras, prostituição, droga, alcoolismo, violência abundam na favela. De realçar na postura e metodologia do Centro é a importância da actividade cultural, nomeadamente da arte, já testada, como base da luta contra a marginalidade. Quer nas actividades de grupo quer no atendimento pessoal, o método do Centro pretende alargar a visão das pessoas sobre os problemas, estimulá-las a uma acção colectiva e solidária e mostrar-lhes a importância que a educação tem na transformação dessa realidade.

 

Beneficiários: 800 famílias

Data de Início: Ago.1993

Data de Fim: Ago.1994

  

Siga-nos

 

Participe em Ações e Eventos

Dezembro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4